Primeiros Eventos(13-12-2011)

SALA DOS SONS

Série Música Eletroacústica

Direção Artística: Prof. Dr. E. F. Fritsch

13/12 – 12h30min

 

Guilherme Bertissolo  m’bolumbümba

            m’bolumbümba foi a primeira obra escrita a partir da pesquisa ora realizada no curso de doutorado em Composição (Universidade Federal da Bahia/University of California, Riverside), que versa sobre a interação entre música e movimento na Capoeira Regional. Essa obra tem como material de base sons extraídos deste contexto, compreendendo desde o próprio Mestre Bimba tocando berimbau até sons gravados em rodas de capoeira na Fundação Mestre Bimba pelo próprio compositor. Foram realizados processos de síntese cruzada através do software CSound, de maneira a gerar material compositivo. Foi também realizada uma cuidadosa edição de um toque de berimbau e seus elementos constituintes, em escala microscópica. Além disso, diversos processos na obra foram derivados das noções inferidas no contexto da Capoeira, conformando uma espécie de reverência a essa manifestação.

Guilherme Bertissolo é compositor e instrumentista, Mestre e Doutorando em Composição pela Universidade Federal da Bahia, (sob orientação de Paulo Lima). Teve obras estreadas em diversas importantes cidades brasileiras e no exterior. Sua obra Um Truco numa Carona recebeu o Primeiro Prêmio no II Concurso “Ernst Widmer” de Composição, na categoria Duo de Violões, Exceto, para piano e percussão, foi apresentada na XVIII Bienal de Música Contemporânea Brasileira em 2009, Reação foi premiada na 10º edição do Concurso Carl von Ossietzky (Oldenburg, 2010), Elucubrações INKZ foi apresentada no XXV Panorama da Música Brasileira Atual (2010) e Esquecimento recebeu o Primeiro Prêmio 2º Concurso de Composição Professor “Antonio Fernando Burgos Lima” (2011). Foi finalista do Concurso Camargo Guarnieri de Composição (2010) e teve obra estreada no Festival de Inverno de Campos do Jordão. Organizou o III Festival Internacional de Música Contemporânea PPGMUS-UFBA (2010) e o VI Encontro Nacional de Compositores Universitários (2008). Foi professor substituto no Departamento de Composição, Literatura e Estruturação Musical da UFBa nos anos de 2009 e 2010. Atualmente realiza parte da pesquisa na University of California, Riverside, sob orientação de Paulo C. Chagas.

 

 

 

Urgência (2008) – Abel Roland – 2008

            A peça Urgência foi composta no Centro de Música Eletrônica no primeiro semestre de 2008 como estudo no curso de composição da UFRGS. Sua principal característica estética é a reflexão sobre a duração do tempo nos dias atuais utilizando para esta reflexão a estaticidade sonora, valorização de diversos ruídos e a dicotomia existente entre ruídos e sons pontuais. Para ser composta a peça foi feito um catálogo sonoro com os programas Nord Modular e o Nord Modular Demo e gravado em Pro Tools. Após a gravação do catálogo no Pro Tools foi feita a edição da música neste mesmo programa. Basicamente foram utilizados apenas efeitos de corte e colagem dos sons originais. Os poucos plug-ins que foram utilizados para a manipulação sonora foram: Pitch’n Time, Reverse, GRM Reson e GRM Shuffling.

Abel Roland iniciou sua carreira artística em 1988 como músico. Foi bolsista/pesquisador do CME/UFRGS por cinco anos. As pesquisas desenvolvidas neste período ganharam diversas menções honrosas. É formado em Composição Musical pela UFRGS e Cinema pela PUCRS. No ano de 2011, começou o Mestrado em Cinema na Universidade Pompeu Fabra (Espanha). Trabalha principalmente com música eletroacústica e eletroacústica mista, vídeo instalações e filmes com um tratamento diferenciado do áudio.

 

 

COFFEE BREAK (2007, reedição 2008)  – Alexandre Fritzen da Rocha

 

            Peça composta no segundo semestre de 2007, no Centro de Música Eletrônica da UFRGS – CME – para a disciplina de Música Eletroacústica II, orientada pelo Prof. Dr. Eloy Fritsch e revisada em 12 de junho de 2008. Para criar o catálogo sonoro desta peça o compositor utilizou materiais usados no preparo do café, como rabo quente esquentando a água, som de chaleira, xícara, colher, canecos de metal, água. Estes sons foram processados com plugins de transformação de áudio, em especial plugins da GRM. A obra é dividida em seis seções, todas com transições entre si e metamorfoses de um material a outro, havendo reaparecimentos de materiais que foram mostrados no início da peça. Há um pedal representado pelo som do rabo quente esquentando a água que vai do início ao final da peça, funcionando como material unificador das seções.

Alexandre Fritzen da Rocha (Porto Alegre, 1985) é mestrando em Práticas Interpretativas – órgão – pelo Programa de Pós-Graduação em Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, sob orientação da Dra. Any Raquel Carvalho. É Bacharel em Música (ênfase em Composição Musical), formado em 2009 na UFRGS. Estreou peças suas no RS, MG e GO. Compositor de trilhas sonoras para cinema, dança e teatro. É também produtor do Música de PoA.

 

 

Aspectos da Mudança (2008) – Daniela Amorim Faria       

            Aspectos da Mudança foi composta em 2008 na disciplina de música Eletroacústica I sob orientação do Prof. Dr. E.F. Fritsch. Inicialmente foi utilizado o software Pro Tools, no qual sons sintetizados através do Nord modular G2 foram processados utilizando plug-ins diversos. A peça original foi criada em sistema estéreo, sendo posteriormente espacializada em sistema 7.1. Possui três regiões contrastantes que podem ser percebidas pelos timbres e pelos diferente gestos sonoros apresentados. Na primeira região, sons mais circulares conduzem a um novo ambiente. A segunda região é mais curta e o momento de maior agitação é dominado por ruído branco. No terceiro momento são utilizados sons agudos e delicados com pulso constante que encaminham para o final da peça.

         Daniela Amorim Faria estuda música desde os 6 anos. Realizou graduação em Composição Musical na UFRGS  sendo orientada pelo Prof. Dr. Antônio Carlos Borges Cunha. Já participou de eventos como Música de Porto Alegre, Mostra de Música Contemporânea, Concerto de Música Eletroacústica e Acusmática e o Festival Contemporâneo. Tem apresentado peças tanto para meios acústicos como eletroacústicos desde o ingresso no curso de composição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s