PROGRAMA 11-09-2012

SALA DOS SONS

 

Transitório/Permanente

 James Correa e Catarina Leite Domenici

 

SONS ELETRÔNICOS EM TEMPO REAL, VOZ, OBJETOS E VIDEO

Bolsista:  Felipe Garcete

ONDE: Sala dos Sons – Av. Paulo Gama, 110 – 2 andar da Reitoria da UFRGS
QUANDO: 11 de setembro de 2012  – horário: 18h

ENTRADA FRANCA 

Transitório Permanente

A idéia central de Transitório/Permanente é a superação da dicotomia e o restabelecimento da contiguidade entre composição e performance. A autoria colaborativa e a cumplicidade entre compositor e intérprete em For Cage cria um amálgama entre o eletrônico e o corpóreo para celebrar a transitoriedade da vida e a permanência da memória.

PROGRAMA

James Correa: As Cidades de Calvino I: as cidades e a memória. (sons eletrônicos em tempo real)

As Cidades de Calvino I é a primeira de um ciclo de peças para instrumentação variada inspiradas no livro As Cidades Invisíveis de Ítalo Calvino.

Catarina Leite Domenici e James Correa: For Cage (sons eletrônicos em tempo real, voz e objetos)

I-                   A Breath

II-                 Pulse

III-              In Paradisum

For Cage é uma homenagem ao Centenário do nascimento do compositor norte-americano John Cage. A peça, estruturada em três movimentos, utiliza improvisação semi-estruturada para dialogar com materiais extraídos das obras de Cage, objetos do cotidiano, a voz e sons eletrônicos.

James Correa: Kyrie for Beslan (sons eletrônicos e vídeo)

Este é um lamento em memória a todas as crianças vítimas do abuso e terror causados por adultos em nome de ideologias, políticas, religiões e outras perversões.

PROGRAMA 21-08-2012

SALA DOS SONS

Projeção Sonora de obras eletroacústicas  dos compositores Marcelo Villena,  Ricardo Herdt,  Alberto Tusi e Ricardo Eizirik

DIREÇÃO ARTÍSTICA: PROF. DR. E.F.FRITSCH

ONDE: Sala dos Sons – Av. Paulo Gama, 110 – 2 andar da Reitoria da UFRGS
QUANDO: 21 de agosto de 2012 – horário: 18h

ENTRADA FRANCA

Punctum (2009) – Marcelo Villena

 Peça de música eletrônica composta em 2008 para a disciplina Música Eletroacústica I sob orientação do Prof. Dr. Eloy Fritsch. Os materiais originais foram criados a partir do software NORD MODULAR DEMO e trabalhados posteriormente no ambiente virtual  do software PROTOOLS. Foram empregados principalmente plug-ins de alteração de tempo e altura. O título remete à construção musical que dialoga com a linguagem contrapontística.

 Bacharel em composição musical pela UFRGS (2006-09) sob orientação do Prof. Dr. Antônio Carlos Borges Cunha. Sua produção abrange peças para instrumento solo, formações camerísticas, eletroacústica, eletroacústica mista, música vocal, coral e ópera de câmera. Atualmente é mestrando no curso de música da UFPR na linha de pesquisa Teoria e Criação sob orientação da Profª. Drª. Roseane Yampolschi.

      .      .     .    .    .  . … (2009) – Ricardo Herdt

 Uma obra que preza pela simplicidade de seus materiais. Sons em sua maioria secos, percussivos, ora dispostos isoladamente, destacando o caráter rítmico da peça, ora concentrados em uma massa que lhe dá corpo. O demais são ressonâncias, esses sons extremamente agudos que sempre  acompanham o compositor desta obra nos momentos de absoluto silêncio.

Ricardo Gabriel Herdt nasceu em Curitibanos/SC a 02 de setembro de 1984. Iniciou seus estudos de graduação na UDESC (Florianópolis), onde cursou por dois anos Licenciatura em Música, tendo ingressado posteriormente na faculdade de Musicologia da Universidade de Leipzig (Alemanha). Foi bolsista do Centro de Música Eletrônica e formou-se em Composição Musical sob a orientação do prof. Dr. Antonio Carlos Borges Cunha na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

 Ç’ôite: Os caminhos de Santiago (2012) – Alberto Tusi – Estréia

 Música eletroacústica do tipo Paisagem Sonora, Ç’ôite é mais que um passeio pela interiorana cidade de Santiago – RS, cidade natal do compositor, ela é uma fagulha de sonho. Os marcos sonoros foram estabelecidos intuitivamente por terem permeado os ouvidos do compositor durante toda infância, fazendo permanentemente parte de sua constituição musical.

Alberto Ritter Tusi, nasceu em 1989 em Santiago – RS, festudou na tradicional Escola de Música e Belas Artes do Paraná, local onde tomou gosto pela composição musical. Atualmente cursa o último ano da graduação em composição musical e está produzindo obras que   esteticamente remetem à fé e às formas da natureza de sua terra.

Estudo de Túneis (2008) – Ricardo Eizirik

Peça eletroacústica em que as motivações estéticas provém, em parte, de observações pessoais dos  túneis da cidade de Porto Alegre, das quais foi extraído a ambientação geral da peça. Em outro nível vêm as questões de estruturação da peça, estruturação essa que corresponde em parte a uma idéia de desenvolvimento continuo mas “consciente” do que passou.

Ricardo S. Eizirik nasceu em 1985 na cidade de Ribeirão Preto. É compositor com atuação extensa na área de produção transdisciplinar e música erudita contemporânea. Em 2010 graduou-se em Composição Musical sob orientação do maestro Prof. Dr. Antonio Carlos Borges Cunha. Atualmente realiza dois Mestrados em Zurique, na Suíça – Composição Musical, orientação de Isabel Mundry e Transdiciplinaridade na Zürcher Hochschule der Künste. www.ricardoeizirik.com