PROGRAMA 02-10-2012

SALÃO DA UFRGS

Difusão Sonora de Música Eletroacústica

DIREÇÃO ARTÍSTICA: PROF. DR. E.F.FRITSCH

Bolsista: Felipe Garcete

ONDE: Sala dos Sons – Av. Paulo Gama, 110 – 2o. andar da Reitoria da UFRGS QUANDO: 02 de outubro – horário: 17h

ENTRADA FRANCA

 

PROGRAMA

 

Lamúria (2011-2012) – Estréia da versão eletrônica – Gabriel Penido

Obra mista para sons eletroacústicos e flauta, que, a partir de um processo de lenta transformação de sonoridades previamente gravadas e subdivididas em grupos (sons metálicos, sons percussivos, sons ruidosos e sons de sopros), procura representar uma ambiência misteriosa e melancólica. Com a utilização de um instrumento solista que, em certos momentos aparece automatizado por plug-ins e incorporado aos sons eletroacústicos, e em outros com sua sonoridade característica, o compositor procura sensações de aproximação e afastamento com o ouvinte. Esta versão eletrônica de Lamúria para difusão sonora no sistema de som 7.1 foi orientada pelo Prof. Dr. E. F. Fritsch para ser apresentada na Sala dos Sons da UFRGS.

Gabriel Penido, compositor, flautista e violonista. Atualmente é orientando pelo Professor Dr. Antônio Carlos Borges Cunha, no curso de Mestrado em Composição pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Iniciou seus estudos musicais ainda criança, no Núcleo Villa-Lobos de Educação Musical. Em 2006, ingressou na Universidade Federal de Minas Gerais pela qual se formou em Composição no ano de 2010, sob orientação dos professores Oiliam Lanna e Rogério Vasconcelos. Estudou também na California State University, Chico, em 2008, com o professor de composição Dr. Warren Pinckney.

Bagatelas do Encontro (2012) – música eletroacústica – Daniel S. Mendes

Bagatelas do Encontro é uma série de pequenas peças eletroacústicas nas quais utilizei como material concreto falhas e erros ocorridos durante a gravação de concertos. Neste caso, considero como ‘problemas’ aspectos tanto de ordem prática, como ruídos ambientes, problemas no aparato de gravação, quanto outros mais subjetivos como a própria forma de encarar a execução da obra em relação ao almejado pelo compositor em comparação com o material disposto na gravação. Desta forma, o que foi considerado indesejável se torna o próprio material nesta obra e é inserido dentro do discurso da obra com autonomia e legitimidade. Esta versão de Bagatelas em 7.1 foi desenvolvida especialmente para ser apresentada na Sala dos Sons da UFRGS.

 

Daniel S. Mendes (1984 – ) atua na área da música contemporânea de concerto, tanto como compositor, quanto intérprete. Defendeu sua dissertação de mestrado na UNESP orientado por Flo Menezes sobre da obra eletrônica de Stockhausen. Atualmente cursa doutorado em composição na UFRGS sob orientação do Prof. Dr. Antonio Borges-Cunha e é professor de disciplinas teóricas nos cursos técnicos e de graduação em Música na Faculdades EST.

 

 

Parla (2012) – ESTRÉIA – música acusmática – Felipe Garcete

 

Peça composta durante a disciplina de musica eletroacústica I, sob orientação do Prof. Dr. E.F.Fritsch. Sons sintetizados foram produzidos através de instrumentos virtuais criados pelo próprio compositor. Os materiais musicais foram organizados em três sessões com texturas musicais distintas. Parla foi composta originalmente na versão estéreo e, posteriormente, ampliada para ser apresentada em um sistema 8.0 com a intenção de produzir uma escuta distante da música instrumental convencional.

 

Felipe Moreira Garcete nasceu em 1989 em Porto Alegre. É estudante do sexto semestre do curso de composição na UFRGS-IA sob orientação do Prof. Dr. Antonio Carlos Borges e bolsista da Sala dos Sons da UFRGS.